Após intensos tiroteios, polícia deflagra operação ‘Palmares’ no bairro Zumbi em Cachoeiro

Após intensos tiroteios, polícia deflagra operação ‘Palmares’ no bairro Zumbi em Cachoeiro

Na manhã desta terça-feira (25), as polícias Civil e Militar de Cachoeiro deflagraram a operação ‘Palmares’, que teve como alvo o bairro Zumbi, o mais populoso da cidade, e que tem registrado constantes tiroteios de traficantes rivais, que disputam o domínio do tráfico na comunidade. A ação contou com 100 policiais e 30 viaturas.

Na operação, que teve o Ministério Público e do Judiciário, foram cumpridos vários mandados de busca e apreensão em residências suspeitas no bairro Zumbi. Recentemente, a polícia recebeu várias denúncias e chamados informando sobre disparos e suspeitos armados no bairro. Além disso, alguns suspeitos de roubos na cidade estão se escondendo na região.

De acordo com o comandante do 9º Batalhão, tenente coronel Alessandro Marin, o trabalho da operação ‘Palmares’ começou com a identificação e vigilância de residências usadas por suspeitos de tráfico de drogas e roubos. “Após levantamentos, foram identificados suspeitos de envolvimento com drogas, roubo, furto, ameaças e tentativa de homicídio. Alguns alvos já tinham sido presos no fim de semana, quando teve uma apreensão de duas pistolas, e hoje, com apreensão de mais armas, drogas, foragidos da justiça, veículos roubado recuperado. Parte do policiamento continua no bairro para tranquilizar a população”, comenta.

Após intensos tiroteios, polícia deflagra operação ‘Palmares’ no bairro Zumbi em Cachoeiro

Durante a ação foram apreendidas três armas (um pistola e dois revólveres), 13 munições, seis pedras de crack, uma bucha de maconha, um foragido da justiça foi capturado, um veículo furtado foi recuperado, três pessoas autuadas em flagrante, dois adolescentes apreendidos e dois Termos Circunstanciados (TC) foram assinados.

“A operação se deu em razão dos conflitos ocorridos naquela região e o intenso tiroteio entre grupos rivais naquele bairro. Tivemos um resultado positivo nessa ação e a presença da polícia é importante para manter a tranquilidade entre os moradores. O trabalho de investigação continua”, completa do chefe da 7ª Delegacia Regional, Faustino Antunes.

Fonte: Folha Vitória