Ex-mulher é suspeita de atear fogo em aposentado após confusão em Guaçuí

Ex-mulher é suspeita de atear fogo em aposentado após confusão em Guaçuí

A Polícia Civil de Guaçuí investiga uma tentativa de homicídio registrada no município. Uma mulher de 50 anos é a principal suspeita de atear fogo no ex-marido, um aposentado de 65 anos, após uma discussão na noite do último domingo (16), no centro da cidade.

De acordo com informações da Polícia Civil, o aposentado está internado em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Centro de Queimados (CTQ) do Hospital Estadual Dr.Jayme Santos Neves, na Serra. Os dois não estavam mais juntos há mais de sete anos.

O caso aconteceu por volta das 22h30, na rua Agenor Luiz Thomé, no centro de Guaçuí. “O aposentado chegava a um bar, quando encontrou a ex-mulher e uma amiga jogando sinuca. Ele não gostou e começou a discutir com a amiga, que se sentiu ameaçada e acionou a Polícia Militar. A PM foi ao local e a confusão foi contornada”, comenta o delegado José Maria Simão.

Depois que a PM esteve no bar, o aposentado pegou a bicicleta e foi embora. Horas depois, ele foi encontrado com o corpo em chamas na porta da casa da ex-mulher. “Ele contou aos policiais e está no boletim de ocorrências, que a mulher ateou fogo em seu corpo. Ela contou em depoimento que não foi ela, e que só soube do fato na porta de sua casa horas depois do ocorrido”, continua o delegado.

A vítima foi socorrida e encaminhada até a Santa Casa de Guaçuí, mas, por causa da gravidade, foi levado para o hospital especializado da Serra, onde permanece internado em estado grave. “Apesar de estarem separados, eles mantinham um relação amigável, mas de vez em quando, se envolviam em confusão”, completa José Maria.

A Polícia Civil segue com as investigações e as testemunhas, que estavam no local, começaram a ser ouvidas nesta terça-feira (18).

Fonte: Folha Vitória