Homem que atropelou professora é preso

Homem que atropelou professora é preso

O homem que atropelou a professora Dulcinéia Leão Coutinho e seu amigo, Geones Correa, de 27 anos, na madrugada de domingo (23), no bairro Interlagos, em Linhares, Norte do Estado, foi preso na tarde desta terça-feira (25).

Segundo o titular da Delegacia de Infrações Penais e Outros (Dipo), delegado André Luiz Costa, César Amauri Ferri, de 28 anos, conhecido como Cézinha, apresentou-se na delegacia e confessou o crime. “Ele confessou que conduzia o veículo em alta velocidade e que os freios estavam danificados. Ele voltava de um baile funk onde havia ingerido dois comprimidos, mas afirma que não fez uso de bebida alcoólica. Alegou que não prestou socorro por medo de ser linchado”, informou o delegado.

César foi autuado por tentativa de homicídio a título de dolo eventual, porque assumiu o risco de matar. Ele foi transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Aracruz.

A Polícia Civil informou que o caso continua sendo investigado.

O CASO

O acidente aconteceu por volta das 4h30 de domingo (23), na avenida Quintino Bocaiuva, bairro Interlagos, em Linhares, Norte do Estado.

A professora Dulcinéia Leão Coutinho, 36 anos, saía de um bar quando a caminhonete, em alta velocidade e a atingiu. Ela foi imprensada pelo veículo contra o próprio carro e teve a perna esquerda amputada após ser atropelada e, segundo testemunhas, arrastada por cerca de 50 metros. O amigo dela, Geones Correa, de 27 anos, também foi atingido. O motorista da caminhonete, César Amauri Ferri, havia fugido sem prestar socorro.

A professora está internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Rio Doce. Já Geones está no Hospital Geral de Linhares (HGL). O estado de saúde dois é estável.

Fonte: Gazeta Online