Maio Amarelo: Cachoeiro abraça campanha por trânsito mais seguro

O mês de maio foi escolhido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para uma campanha mundial para conscientizar a população sobre o alto índice de mortes por acidentes de trânsito. Em Cachoeiro, a prefeitura organiza diversas ações durante todo o mês, por meio da Secretaria Municipal de Segurança e Trânsito, para levar esta mensagem de alerta.

Maio Amarelo: Cachoeiro abraça campanha por trânsito mais seguroA abertura da programação será nesta quarta-feira (2), com uma solenidade na Câmara Municipal a partir das 9h. Estarão presentes representantes do executivo e legislativo municipais, do 9º Batalhão de Polícia Militar, Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES), Tiro de Guerra, Detran-ES, empresas de transporte coletivo, imprensa, centros de formação de condutores, estudantes e público em geral.

As demais ações do mês serão coordenadas pelo departamento de Educação Cidadã da prefeitura, que deslocará a equipe para fazer panfletagens em diversos pontos da cidade, nos semáforos, comércio e veículos estacionados, principalmente na região central.

Também serão ministradas palestras com o tema “Nós somos o trânsito” em instituições de ensino, Tiro de Guerra, empresas de transporte e associação de moradores do bairro Gilson Carone. Além disso, haverá panfletagem durante o evento Ação Global, que acontecerá no Sesi, no dia 26 de maio.

Saiba mais

O Movimento Maio Amarelo, lançado pela ONU, nasce com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. É uma ação coordenada entre o poder público e a sociedade civil para colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos.

O objetivo é tornar o tema “trânsito” pauta diária durante todo o mês de maio e estimular, desta forma, a participação de toda a população, empresas, governo e entidades em ações que contribuam para a redução de acidentes tornando o trânsito mais seguro para todos. No Brasil, morrem por ano uma média de 50 mil pessoas vítimas de acidentes de trânsito.

O movimento segue preceitos da Década de Ações para a Segurança no Trânsito (2011-2020), criado em 2011 pela Organização das Nações Unidas (ONU), e da Semana Mundial de Segurança do Pedestre, que ficou conhecida como Campanha Zenani Mandela, em memória à neta de Nelson Mandela, vítima fatal de acidente de trânsito na África do Sul em 2010, aos 13 anos.