Maioria dos postos ainda não tem queda no preço da gasolina.

Maioria dos postos ainda não tem queda no preço da gasolina.

 

Os motoristas do sul do estado podem ter que esperar um pouco mais para aproveitar a redução dos preços dos combustíveis. O motivo, os postos ainda estão recebendo os produtos com os mesmos valores cobrados antes do anúncio da Petrobras. A Estatal divulgou na última sexta-feira (14), que o preço do diesel reduziria em 2,7% e a gasolina em 3,2% nas refinarias. No entanto, o Capixaba News verificou nesta tarde de segunda-feira (17), que a tabela não sofreu alterações.

A redução nas bombas de gasolina e diesel só deve ocorrer se as distribuidoras repassarem essa queda dos preços aos postos de combustíveis. Contudo, ainda não há previsão de quando isso deve ocorrer nos municípios do sul do estado. De acordo com Gilmar, frentista de pista do posto Petrobrás no Centro de Marataízes, por enquanto, o valor cobrado continua o mesmo, já que as notas fiscais de novos pedidos também apresentam os mesmos valores.

Durante o anúncio, a petroleira chegou a informar que se a redução aplicada nas refinarias for integralmente repassada aos consumidores, o diesel pode cair 1,8%, cerca de R$ 0,05 por litro. Já a gasolina pode cair 1,4%, também R$ 0,05 por litro. A última redução dos preços dos combustíveis foi em junho de 2009.

O Sindicato do Comércio Varejista dos Derivados de Petróleo do Estado do Espírito Santo (Sindipostos-ES) foi procurado, mas informou que ainda não tem dados sobre o preço médio da gasolina e do diesel.

Os valores oficiais, com o resultado de um levantamento em todo o estado, só serão divulgados na sexta-feira (21), pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

Na sexta-feira (14), logo que o anúncio da Petrobras foi feito, o Sindipostos-ES disse, em nota, que essa redução pode não chegar ao consumidor.

Fonte: Sindipostos-ES