Polícia prende três por morte de agricultor de Castelo

Polícia prende três por morte de agricultor de Castelo

A Polícia Civil prendeu na manhã desta sexta-feira três homens acusados de envolvimento na morte do agricultor Wellington Ramos Gava, 25 anos, assassinado com cinco tiros em Castelo, no dia 14 de dezembro de 2015.

O motivo da morte, segundo apuração da polícia, foi resultado de desavenças entre a família do agricultor, que não concordava com a rota da Kombi de estudantes por levantar muita poeira perto de casa, e outras famílias da comunidade.

“Aquela situação foi gerando discussões e agressões físicas, até que um dos moradores buscou um pistoleiro para matar o agricultor”, ressaltou o delegado de Castelo, Marcelo Meurer.

Wellington foi morto quando conduzia sua moto, na comunidade onde morava, em Monte Alverne, por dois homens, que também estavam de moto. Eles emparelharam ao lado do veículo da vítima e o carona efetuou três disparos contra o peito do agricultor, que caiu. O criminoso desceu e fez mais dois disparos contra a cabeça do jovem.

A polícia só divulgou as iniciais dos acusados. Foram presos na ação o lavrador J.A.C, 66 anos, que teria pago R$ 5 mil pelo serviço; CSL, 38, que contratou o pistoleiro e UM, 26 anos, morador de Brejetuba, que pilotou a moto usada no crime.

Os acusados foram presos em suas residências. Participaram sete policiais civis de Castelo e dois de Muniz Freire.

Quanto ao pistoleiro, explicou o delegado, ele foi assassinado em Brejetuba, poucos meses após o crime.

Os três detidos serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro.

Fonte: Jornal Fato