Secretaria de Saúde propõe remapeamento das Unidades Básicas de Saúde da área urbana de Marataízes

Secretaria de Saúde propõe remapeamento das Unidades Básicas de Saúde da área urbana de MarataízesA Prefeitura de Marataízes, através da Secretaria de Saúde e a Atenção Primária, vem realizando uma série de reuniões com técnicos da área e os agentes de saúde para realinhar o processo de remapeamento da área urbana onde encontram-se as Unidades Básicas de Saúde da Barra do Itapemirim, Caic (Bairro Filemón Tenório),, Cidade Nova (atendido no Caic), Marataízes 1 (próximos aos Correios) e Marataízes 2 (próximo à Sudeste).

O mapeamento atual, feito há cerca de 20 anos, não consegue atender de forma satisfatória boa parte dos usuários. Muitos reclamam da distância da UBS a qual estão cadastrados. Visando atender essa necessidade, a Secretaria de Saúde deu início aos estudos e em breve teremos um novo mapa de atendimento das Unidades Básicas de Saúde, na zona urbana.

De acordo o secretário de saúde, Alberto Mello, esse processo de remapeamento é importante para o município. “Positivo para o município e principalmente para o usuário. Com esse processo vamos potencializar o vínculo com a população, fortalecer a promoção da saúde, melhorar o acesso da população à saúde e a prevenção das doenças nas comunidades”, disse.

Para a coordenadora da Atenção Primária da Saúde, Débora Nunes Fernandes, a territorialização torna-se a base do trabalho das equipes de saúde da família para a prática na Vigilância em Saúde. “Visualizamos a necessidade de um novo mapeamento nas UBS de Marataízes devido ao número de usuários atendidos, cerca de 90% da população e ainda, a breve inauguração da Unidade Básica de Saúde da Cidade Nova, que atualmente atende no Caic, muito distante das residências dos usuários. Precisamos melhorar esse atendimento e equilibrar o número de usuários dentro das unidades, seguindo a portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017 do Ministério da Saúde, que diz que devemos ter por unidade cerca de 3.500 pessoas. Temos unidades atendendo em média 3.656 a 7.163 pessoas.” Ressalta

Remapeado toda a área urbana, o processo será encaminhado para aprovação do Conselho Municipal de Saúde e ainda, precisará da aprovação do legislativo para que possa ser colocado em prática no município. Lembrando que a área rural também será contemplada com esses estudos, em breve.

Fonte: Facebook Prefeitura de Marataízes