Tatuador de Vila Velha desaparece após discutir religião com os amigos em churrasco

Tatuador de Vila Velha desaparece após discutir religião com os amigos em churrasco

Um tatuador de 21 anos desapareceu depois de uma discussão sobre religião com os amigos, em Vila Velha, na última sexta-feira (28). Ageu Oliveira Bergmann participava de um churrasco na Ponta da Fruta quando, irritado, afirmou que iria para casa, na Praia da Costa. Desde então, o rapaz não foi mais visto.

De acordo com o tio de Ageu, Marco Antônio Oliveira, o tatuador é evangélico, mas nos últimos meses havia intensificado o estudo de práticas religiosas do espiritismo. A família foi pega de surpresa com desaparecimento do rapaz, que é tido como um “garoto tranquilo, que nunca deu problema”.

Tatuador de Vila Velha desaparece após discutir religião com os amigos em churrasco

“O que a gente sabe é que ele estava nesse churrasco, os amigos começaram uma discussão sobre religião e ele não teria gostado do tom da conversa. Ele é evangélico, mas nos últimos meses vinha estudando sobre religião e estava sempre meditando. Os amigos contam que ele ficou muito irritado, disse que o clima no local estava muito carregado e que iria embora, mas largou a mochila para trás. Parece que ele está com o celular, mas eu mandei uma mensagem para ele às 22h10 na sexta, ele visualizou e não respondeu”, afirma o tio.

Depois de algumas buscas, a última informação que a família recebeu é que o tatuador teria sido visto neste sábado (29), 24 horas depois do desaparecimento na Rodovia do Sol, próximo ao pedágio de Guarapari.

“A gente tentou refazer o trajeto dele do local do churrasco para casa, na tentativa de que alguém tivesse visto ele passar pela região. Ontem (sábado), depois que mostramos uma foto, funcionários da Rodosol disseram ter visto ele na altura do km 31, depois do pedágio de Guarapari, mas a gente não teve autorização para ver as imagens das câmeras de videomonitoramento”, conta.

Fonte: Gazeta Online