Mar avança, causa estragos e moradores de Meaípe querem solução

A Praia de Meíape é famosa por suas belezas naturais e pela presença de diversos restaurantes que servem a tradicional moqueca capixaba. Mas, desfrutar desse paraíso está ficando cada dia mais difícil. O local está sendo destruído pelas constantes ressacas do mar e no último sábado (05) parte de uma barranceira e até uma castanheira foram arrancadas pela força das águas.

Com a força do mar, até uma árvore foi arrancada. Foto: Produtor de Áudio Visual Caleb Calil.

A presidente da Associação de Moradores de Meaípe Marlene Celda Amado afirmou que “Meaípe está acabando. A gente não tem mais praia. Nosso comércio está sofrendo com isso, a rede hoteleira também. Já temos o problema da Samarco não funcionar que deixou o pessoal desempregado aí você pega uma situação dessas. O pessoal vai trabalhar onde se Meaípe estiver desse jeito? O problema é que até janeiro pode acontecer de cair outros pedaços”, disse preocupada.

“Nós estamos tentando desde já, reuniões com os deputados estaduais e com as secretarias de governo, uma reunião com o governador porque a gente sabe que a obra daqui é uma obra cara porque precisa fazer engordamento de areia, mas a nossa vontade é que o prefeito junto com a gente possa conseguir alguma ajuda do Governo do Estado e até mesmo do Governo Federal porque a gente precisa. Estamos pedindo socorro mesmo”.

A pedido do vereador Zé Preto, o deputado estadual Hudson Leal esteve em Meaípe na manhã de hoje para conversar com moradores e comerciantes sobre a situação da orla. “O deputado disse que não vai medir esforços para nos ajudar. Vamos nos unir para tentar uma solução para essa situação. A prefeitura já nos disse que tem um projeto para a orla, mas que antes disso vai fazer um serviço paliativo no local”, explicou o vereador. Segundo ele, a situação exige união. “Vamos lutar com todos os meios e unir os esforços para recuperarmos uma das orlas mais bonitas do Estado”, finalizou.

O vereador Dito Xaréu é morador da região e relatou que está buscando recursos para a reurbanização da orla. “Nós já pedimos estudos, solicitamos apoio ao Governo Estadual, aos deputados estaduais e federais e ao prefeito. Tenho uma preocupação muito grande com isso. No domingo de manhã tomei café com o deputado federal Manato e programamos para esse mês ou mês que vem de irmos para Brasília discutir o orçamento de 2018 da Câmara Federal e conseguirmos uma emenda para poder ajudar aquilo ali”.

Outra medida adotada pelos moradores para chamar a atenção do poder público, foi a criação da página SOS Meaípe em uma rede social. o morador José Mauro teve a ideia e a comunidade abraçou. “Criamos a página para chamar a atenção da população e não só dos moradores, mas dos amantes de Meaípe. Das pessoas que vão ali para curtir a praia, para comer uma moqueca ou um bolinho de aipim, de quem vai conhecer o trabalho das rendeiras. Estamos querendo chamar atenção de todo mundo para nos mobilizarmos e alcançando um número grande de participantes vamos conseguir chamar mais atenção das autoridades”.

A reportagem procurou a prefeitura para saber se existe previsão de quando a orla de Meaípe será reurbanizada e quais medidas estão sendo tomadas até que isso aconteça e foi informado que “Na manhã desta segunda-feira, 07, a Defesa Civil esteve na orla de Meaipe realizando o isolamento de trecho da orla.  Nesta terça-feira, 08, uma nova vistoria foi realizada, sendo necessário aumentar o raio do isolamento de área. Nesta tarde a Defesa Civil e Codeg seguem realizando trabalhos de interdição, isolamento e remoção de materiais. Defesa Civil segue realizando o monitoramento e sinalização do local.

Reunião entre os moradores e autoridades políticas na manhã de hoje.

De forma emergencial, a Secretaria Municipal de Obras está elaborando um projeto e realiza procedimento para contratação de empresa de engenharia para execução de obras de contenção. Nesta segunda-feira,07, a equipe técnica da Semop esteve no local para verificar a situação a agora estuda uma alternativa para evitar mais danos na região.

Ainda, a Secretaria Municipal de Projeto e Empreendedorismo (SEMPROEM), esclarece que há um projeto pronto de Reurbanização da Orla que está na Superintendência de Patrimônio da União (SPU) faltando pequenos detalhes para liberação total e posterior realização. Os recursos para execução estão firmados em parceria com a Samarco, por meio de contrapartida. Por conta dos incidentes em Mariana, houve um atraso,mas a contrapartida segue mantida.

A Secretaria informa ainda que a Samarco ficou responsável pela realização de estudos para recuperação da faixa de areia, que também será realizada através de contrapartida da empresa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.