MP pede que denunciem aumento no preço dos combustíveis

O polêmico reajuste repentino dos combustíveis na Grande Vitória teve mais um capítulo nesta quinta-feira (19).

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça do Consumidor de Vitória, por meio de uma nota oficial, pediu que os consumidores denunciem o aumento do preço repentino de combustíveis.

A medida foi baseada na investigação que está realizando, depois do reajuste repentino registrado na Grande Vitória. Na ocasião, os postos alegaram que os preços precisaram ser reajustados porque um navio que traria o combustível para a região não conseguiu atracar no porto e que haveria falta dos produtos nos estabelecimentos.

Depois de questionar o Sindicato dos Postos do Espírito Santo, o Ministério Público foi informado que não recebeu resposta oficial da dificuldade de navios em atracarem no Porto de Tubarão e que tomou conhecimento deste fato pela imprensa.

“Diante da resposta ao MPES, a 35ª promotora de Justiça do Consumidor de Vitória adotou as seguintes diligências na investigação: 1) análise de relatórios divulgados no site oficial da ANP para verificar a oscilação dos preços dos combustíveis durante todo o período de abril; 2) requerimento às distribuidoras para que informem o preço de venda aos postos revendedores durante o mês de abril; e 3) requisição do relatório com os autos de constatação de preços colhidos pelo Procon Estadual, nos postos de gasolina da Grande Vitória”, informou o Ministério Público.

O MP pediu ainda que “os consumidores que tenham constatado o aumento repentino no preço dos combustíveis ou que se sentiram lesados com esse reajuste para encaminharem denúncia”. A denúncia pode ser registrada presencialmente na Promotoria de Justiça, na Ouvidoria, no site ouvidoria.mpes.mp.br, no telefone 127, ou pelo aplicativo MPES Cidadão.

Confira também!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.