Capixabas conquistam medalhas nos Jogos da Juventude

A dupla Thamela Coradello Galil, 16, e Thays do Nascimento, 17 anos, são de Piúma, e quebraram o jejum de medalhas do Espírito Santo no vôlei de praia nos Jogos da Juventude

Capixabas conquistam medalhas nos Jogos da Juventude

As disputas das modalidades individuais nos Jogos da Juventude renderam oito medalhas para o Espírito Santo, sete de bronze e uma de prata. Vôlei de praia, natação, ginástica rítmica, atletismo, luta olímpica e xadrez foram os destaques. Na terça-feira (15) tem início as modalidades coletivas, que seguem até domingo (20), em João Pessoa (PB).

Paulo Henrique de Santana, 17 anos, levou a medalha na prova de octatlo, já Adam de Moraes Santos, 15 anos, foi o destaque na luta olímpica, ganhando bronze no peso leve, e Thiago Nascimento conquistou o terceiro lugar nas provas de 50 e 100 metros costas da natação. Adam foi medalhista de ouro na etapa infantil dos jogos em 2015. “Este é meu primeiro ano na etapa juvenil, são disputas mais difíceis, mas mesmo assim to levando medalha. Treinei para conquistar o ouro, mas infelizmente não deu. Ano que vem estarei mais preparado”, comentou o jovem atleta.

Paulo Henrique, do atletismo, tem uma história parecida com a do Adam. Ele foi ouro na última edição e agora ficou com o terceiro lugar. Ele foi convocado pela seleção brasileira escolar em 2013 para disputar o sul americano na Argentina, e ficou em segundo lugar. “Fiquei muito feliz com o resultado, pois é meu último ano de jogos escolares, e não terei mais essa experiência”, disse o medalhista.

A dupla Thamela Coradello Galil, 16, e Thays do Nascimento, 17 anos, são de Piúma, e quebraram o jejum de medalhas do Espírito Santo no vôlei de praia nos Jogos da Juventude. “Nós treinamos praticamente todos os dias, e estávamos confiantes em conquistar o ouro, mas infelizmente não foi o ocorrido. Meu sonho é fazer parte da seleção brasileira, e por isso vou me dedicar cada vez mais”, contou Thamela, que enxerga a capixaba Larissa França como referência, já pensa em se profissionalizar no vôlei de praia.

O enxadrista de Santa Maria de Jetibá, Abias Jacobsen disputou as duas modalidades de xadrez, o pensando e o blitz, a medalha foi conquistada no último.  “Realizo treinamentos diários e me dedico quase que 100% ao xadrez.  Meu objetivo agora é ser campeão brasileiro escolar, e tenho mais dois anos para conseguir. Mas estou feliz com o resultado”, afirmou Abias.

A última medalha da competição veio da ginástica rítmica, Mayra Sineriz. Subiu ao pódio em terceiro após sua apresentação de fita. Nas apresentações por equipe as representantes do Espírito Santo também ficaram em terceiro lugar geral, com a técnica Maria Angela Tardin e as atletas Mayra Sineriz e Letícia Barcellos.

Os Jogos Escolares da Juventude 

Os Jogos Escolares da Juventude são o maior celeiro de atletas olímpicos do país, revelando – a cada ano – novos talentos para o esporte brasileiro. “Da delegação composta por 465 atletas do Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, nada menos que 52 já participaram dos Jogos Escolares da Juventude, entre eles Mayra Aguiar e Sarah Menezes, ambas do judô, e Hugo Calderano, do tênis de mesa. Levando em consideração apenas as modalidades disputadas nos jogos escolares, esse número representa 23% da delegação verde e amarela que brilhou nos Jogos do Rio”, explicou Edgar Hubner, diretor geral dos Jogos Escolares da Juventude e gerente geral de Juventude e Infraestrutura do COB (Comitê Olímpico do Brasil).

Fonte: Assessoria de comunicação/Sesport-ES