Em sessão extraordinária, Câmara de Venda Nova do Imigrante aprova abono para servidores

Em sessão extraordinária, Câmara de Venda Nova do Imigrante aprova abono para servidores

A Câmara de Venda Nova do Imigrante realizou uma Sessão Extraordinária, para que os vereadores votassem vários projetos importantes para a população do município. Os destaques foram as aprovações do repasse ao Hospital Padre Máximo (HPM) e os abonos concedidos aos servidores.

A primeira matéria votada foi a de número 33/2016, que trata de suplementação e repasse no valor de até R$ 500 mil ao HPM. De acordo com a justificativa do projeto, que é de autoria do Poder Executivo, já há previsão orçamentária de repasse à instituição, mas o montante até então autorizado não será suficiente para pagar as despesas de fim de ano, como os gastos com o 13º salário.

A aprovação do projeto pelos vereadores foi unânime. A matéria não precisará mais passar por votação em Plenário, uma vez que foi incluída em regime de urgência. Agora, segue para sanção do prefeito.

Logo na sequência, os vereadores colocaram em discussão e votação, também única, o Projeto de Lei 34/2016, novamente de autoria do Executivo Municipal, que concede abono especial de fim de ano aos servidores públicos municipais. O valor autorizado é de até R$ 1 mil e é devido tanto aos servidores efetivos quanto aos contratados e comissionados.

Os vereadores também aprovaram abono para os servidores do Poder Legislativo. O benefício também passou por votação única e tem valor de R$ 1 mil. Assim como ocorre com os funcionários do Poder Executivo, o abono concedido aos servidores da Câmara é aplicado a efetivos, contratados e comissionados.

Recesso

Os vereadores e também as comissões permanentes da Câmara estão em recesso. Porém, a qualquer momento, os vereadores podem ser convocados a se reunir para realizar Sessão Extraordinária e decidir sobre assunto de grande importância para a comunidade. É importante lembrar que os vereadores não têm remuneração por participação em Sessão Extraordinária.

Fonte: Folha Vitória