Fisco espanhol quer processar Neymar e partes envolvidas em transferência

Fisco espanhol quer processar Neymar e partes envolvidas em transferência

O Ministério Fiscal da Espanha pediu ao juiz José de la Mata que processe Neymar, seu pai, o ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell, o Barcelona e o Santos por indícios de corrupção e fraude no valor informado ao grupo DIS, que era dono de 40% dos direitos econômicos do jogador, em sua transferência para o clube espanhol.

O juiz De la Mata havia decidido arquivar nesta o processo movido pelo grupo DIS sobre a transferência do craque do Santos para o Barcelona. A empresa citada reclamava na Audiência Nacional da Espanha irregularidades na negociação, alegando que foi prejudicada pelas partes envolvidas.

De acordo com o fisco espanhol, Neymar, seu pai, Sandro Rossel e o ex-presidente do Santos Odílio Rodrigues, além dos clubes tratados como pessoas jurídicas, promoveram corrupção na negociação que resultou na contratação do jogador pelos catalães.

O grupo DIS alegava ter direito a receber 40% do valor total da transferência, que, de acordo com a Audiência Nacional espanhola, alcançou os € 83,3 milhões (R$ 299 milhões). A empresa, no entanto, só recebeu a porcentagem dos € 17 milhões (R$ 61 milhões) pagos pelo Barcelona ao Santos pela contratação do jogador.

Fonte: Globo.com