Outubro Rosa com diversas atividades em Alfredo Chaves

A Secretaria Municipal de Saúde de Alfredo Chaves já está na Campanha do Outubro Rosa, com objetivo de alertar as mulheres sobre a importância da realização de exames de rotina, do diagnóstico precoce e da vida saudável como forma de prevenção do câncer de mama e colo de útero.

Para as ações preventivas serão realizadas palestras e coletas de exames preventivos em todas as Estratégias de Saúde da Família e ainda exames rápidos para doenças sexualmente transmissíveis como sífilis, HIV e hepatite B e C.

No dia 17 haverá palestra na Escola Municipal Felipe Módolo, em Matilde, além de caminhada, alongamento e aferição de pressão arterial e teste de glicose.

Já no dia 18 a Estratégia de Saúde da Família de Vila Nova de Maravilha irá promover palestra para as mulheres, ainda haverá coleta de exames citopatológicos e pedidos de mamografia. Na Estratégia de Saúde de Iriritimirim as ações irão ocorrer no dia 20, com oferta de exames citopatológicos.

E no dia 21 de outubro será realizado o ‘Dia D’ da campanha, com uma mobilização na Unidade de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do bairro Parque Residencial Alfredo Chaves, na sede municipal. A programação começa às 8h com alongamento e café da manhã na unidade. Em seguida todos irão participar de uma caminhada com destino a praça Colombo Guardia, no centro da cidade, onde haverá uma palestra sobre câncer de mama, ministrada por um médico clínico geral e uma enfermeira.

Conforme uma das enfermeiras do ESF da sede, Cintia Lepaus, o tema será discutido durante todo o mês nas reuniões dos grupos de hipertensos e diabéticos (Hiperdia).  Durante a campanha haverá também coleta de exames preventivos no horário noturno. O agendamento poderá ser feito com o agente de Saúde do bairro ou da comunidade.

“Acredito no Outubro Rosa porque de uma maneira persistente, mobiliza a comunidade e tem o objetivo despertar todos em especial as mulheres para a importância da saúde preventiva e, até mesmo, a necessidade de romper barreiras e conhecer melhor o próprio corpo”, destacou a secretária municipal de Saúde, Gabrielle Melo.

Dados

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), estima-se 1.010 casos novos de câncer de mama no Espírito Santo em 2016. Ainda segundo o Inca, o câncer de mama é o tipo que possui a maior incidência e a maior mortalidade na população feminina em todo o mundo. No Estado, foram registrados 145 óbitos pela doença no primeiro semestre deste ano. Em 2015, o câncer de mama foi responsável por 271 óbitos no Espírito Santo.