Culinaria_em_MF_-_Sabor_da_Traira ok

A região das montanhas capixabas é reconhecida pelas paisagens deslumbrantes, aquele climazinho frio, o jeitinho europeu dos descendentes de imigrantes e a diversidade de sabores da alta gastronomia até a culinária caseira no fogão de lenha. Ainda mais agora, no inverno, que é a alta temporada na Região Serrana capixaba. E Marechal Floriano é uma grande opção para quem vive nela ou próxima, e para os turistas, até por ter um dos acessos mais fáceis para quem sai da Grande Vitória.

- Publicidade -

Biscoitos, pães, geleias, “käseschmier”, ou “chimia”, brote, galinha ao molho pardo, traíra, linguiças, embutidos, massas, doces caseiros e muito mais. Quem está ou vai para Marechal Floriano pode escolher entre as delícias da diversidade gastronômica da cidade, com forte influência da culinária italiana e alemã, além do charme da comida caseira. Então “bora” conhecer algumas opções.

Meio século de molho pardo

No km 47 da BR-262, bem pertinho do centro de Marechal Floriano, o Restaurante Ponto Frio é responsável pela primeira parada obrigatória para apreciar a galinha a molho pardo, servido há 54 anos no município. Edileuza Maria Rossini Entriger, sócia-proprietária do empreendimento, destaca que o prato é carro chefe do restaurante.

Culinaria em MF Restaurante Ponto Frio

“Desde 1963 servimos a galinha a molho pardo e somos conhecidos em toda a Região Serrana por causa dele. Quem vai aqui, pode comê-lo no self-service ou a la carte. É uma delícia e vai acompanhado de polenta e legumes. Atendemos todos os dias, de 10h às 15h30”, salienta Edileuza.

Biscoitos – Quando se trata tradições, a micro indústria Deja Produtos Caseiros entende bem do assunto. Localizada na BR-262, no km 54,5, próximo ao Trevo de Paraju, o empreendimento existe há quase 17 anos e comercializa pães, biscoitos, rosca seca, brote, doces, bolinho de chuva, mentira, geleias, derivados do leite, como chimia e nata.

Culinaria em MF Deja Produtos Caseiros 2

Romério Luduvico é filho e sócio de Dejamira Ana Lube Luduvico, fundadora da micro indústria. Para ele, o sucesso do empreendimento é devido a todo o processo de fabricação. “Usamos produtos naturais e fazemos tudo no forno a lenha. Os nossos produtos, que têm influência da culinária alemã, são comercializados aqui no município e em Domingos Martins, e temos uma aceitação muito boa”, destaca Romério.

A alemã do município

Entrando no trevo do Posto do Café, no quilômetro 58,5 da BR-262, está a germaníssima Santa Maria de Marechal. Lá um outro prato que é impossível dispensar é a traíra, preparada no Restaurante Sabor da Traíra pela família Lorenzoni.

O empreendimento, localizado seis quilômetros depois do Posto do Café, abre aos finais de semana e feriados, das 11h às 16h, serve os seus clientes há seis anos e também é conhecido em toda Região Serrana.

Culinaria em MF Sabor da Traira

Wolfgang Steve Lorenzoni, um dos responsáveis pelo restaurante, destaca que os turistas procuram a delícia para relembrar o sabor da infância. “A traíra é servida sem espinhos, o que torna um diferencial em nosso cardápio”, destaca Wolfgang.

Também em Santa Maria de Marechal, a Pastelaria Delícia da Maria Lúcia, localizada ao lado da igreja Católica, faz sucesso. Além dos pastéis, eles fabricam o famoso Lolem, prato tradicional da culinária italiana que, inclusive, venceu o “1º Festival Gastronômico Receitas de Família”, de Venda Nova do Imigrante, realizado em julho de 2016.

“O Lolem lembra o capeletti, porém é recheado. Nós o comercializamos a partir de R$ 7 e ele faz muito sucesso com todos que experimentam”, destaca Rogério Brambilla.

A Itália capixaba em Araguaia

No distrito de Araguaia, a culinária reflete a forte influência da colonização italiana. Um dos restaurantes que se destacam é o Estação de Araguaya, localizada próximo a Casa do Nono. Glaucia Christo, sócia proprietária do empreendimento, fala da tradição imigrante na região.

Culinaria em MF restaurante estacao araguaya 1

“Somos totalmente culinária italiana. O nosso restaurante, em especial, serve polenta mole, polenta frita, polenta com queijo e linguiça, lasanha, capeletti, pastel, radite e muito mais. Quem vem para Araguaia encontra um pedacinho da Itália por aqui e de toda tradição que fazemos questão de manter a cada geração”, disse Glaucia.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.