Marataízes: prefeito Tininho é preso pelo Gaeco na operação “Rubi”

O prefeito de Marataízes, Robertino Batista (PDT), foi preso nesta quinta-feira (9), durante a operação “Rubi”, realizada pelo Ministério Público Estadual, por meio do Gaeco, que apura o indícios de envolvimento das prefeituras de Marataízes, Piúma, Presidente Kennedy e Jaguaré, em favorecimento licitatório para empresas de coleta de lixo e transporte coletivo.

Segundo informações do MPES, Tininho foi preso porque foi encontrada uma arma sem documentação na casa dele, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão. Na quarta-feira (8), quando teve início a operação, agentes do Gaeco estiveram na sede da Prefeitura onde apreenderam vários documentos.

Tininho, que possui dezenas de processos na Justiça, a maioria por atos de improbidade administrativa, foi alvo da operação porque a empresa de limpeza pública investigada pelo MPES mantém contrato com o município.

Na mesma operação foram presos a prefeita de Presidente Kennedy, Amanda Quinta (PSDB), o Chefe de Gabinete, Zé Augusto, e outras três pessoas.

Em vídeo publicado nas redes sociais, Tininho, que foi solto após pagar fiança, explica o motivo de sua prisão.

Veja o Vídeo

 

 

Fonte: Aqui Notícias